Fuja dos negócios “mais ou menos”

negocios-mais-ou-menosCerta vez, em um bate papo sobre oportunidades que tive com o meu sócio Dr. David, ele comentou haver um padrão definido por algumas características que, de pessoa pra pessoa, entendemos como negócios bons, negócios ruins e negócios “mais ou menos”.

Vou tentar expressar o meu entendimento sobre os três tipos de negócio citados pelo meu sócio e dar algumas dicas para tomar a melhor decisão.

Os negócios bons alinham-se com os seus objetivos de vida, possuem clareza de fato, os envolvidos não escondem informações, todos vão correr riscos, são lógicos, não há brilhantismo, não há trapaças, você não precisa de várias reuniões para entender que é bom, e todos terão que fazer algum sacrifício, inclusive você.

Já os negócios ruins são tão inapropriados para os seus objetivos de vida que você recusa instantaneamente. Há muitas pessoas crescendo sem custos e distribuindo as responsabilidades, que deveriam ser delas, com outras pessoas. Ou então propostas milagrosas de crescimento rápido sem sacrifícios.

Agora vem o pior de todos os negócios. Sim, é ele. O negócio “mais ou menos”.

O negócio “mais ou menos” é aquele que você pensa de mais para tomar uma decisão, que você tenta encontrar um argumento bom no meio de vários ruins, tenta calcular o custo benefício inúmeras vezes, reuniões e mais reuniões, as regras variam entre o primeiro contato até a assinatura do contrato, alguém tenta esconder fatos, alguém não está correndo risco, alguém está trapaceando e/ou baixo entendimento do negócio ou clareza dos fatos.

Todo este tempo que você perde pensando se deve ou não deve aceitar, é dinheiro jogado no lixo. São horas de trabalho que deveriam estar sendo dedicadas em negócios bons, mas você optou por dedicar-se em algo “mais ou menos”. Sentiu o drama?

Existe uma solução? Sim. Eu indico que você tome decisões rapidamente e recuse os negócios “mais ou menos” na mesma velocidade que você costuma recusar os negócios ruins. Fazendo isso, você vai valorizar o seu currículo, a sua classe trabalhadora, e o mais importante, a sua reputação. Pense nisso.

Espero que tenham gostado da leitura. Valeu!

Uma empresa sem cantos

imagesUma empresa sem cantos para esconder-se, para proteger-se e para não cair na rotina.

Com o conteúdo absorvido em sala de aula, proponho uma mudança no comportamento dos colaboradores da minha empresa. Uma mudança onde à meta é tirar os cantos da empresa. Ou seja, colocar os colaboradores em primeiro plano, visíveis a todos os outros colaboradores e clientes, com rotinas diferentes das praticadas, horários especiais para “girar” o colaborar na empresa e incentivar a participação do mesmo em todo o processo.

Analisando o comportamento dos colaboradores, percebo que há um enorme buraco separando estas pessoas. E não é um buraco que separa as pessoas fisicamente. É um buraco de responsabilidades e individualismo, onde as pessoas protegem-se nos seus afazeres diários e rotineiros. Não há uma visão holística da empresa e dos seus processos. Não há empatia entre os grupos e departamentos. Não há uma causa maior. Pode-se dizer que é o seu canto confortável.

Mas como tirar os cantos da empresa sem prejudicar as pessoas? Ou pior, sem gerar especulações? Acredito que a melhor solução para retirar os cantos da empresa é composta por três passos.

O primeiro passo é expor os colaboradores na empresa e nos clientes. Tornar visível as responsabilidades, as conquistas e os desafios de cada colaborador. Todos devem conhecer os colaboradores, um por um. Com este passo, os colaboradores vão entender o porquê foram contratados, vão desenvolver empatia pelas pessoas percebendo os desafios e conquistas delas e vão obter a sensação de pertencer a algo maior.

O segundo passo é uma complementação do primeiro e visa aproximar os colaboradores dos clientes em uma relação pessoal. Para implantar este passo, é necessário que os colaboradores visitem os clientes de tempos em tempos com intensidade maior para os novos colaboradores. Com este passo, os colaboradores vão desenvolver empatia pelos clientes e oferecer melhores serviços aos mesmos. Este passo também desenvolve a relação interpessoal dos colaboradores.

O terceiro passo consiste na cultura de experimentar. Experimentar cargos, departamentos, novos produtos, novos serviços, novas estratégias e novos recursos que possam ser explorados para solucionar problemas. Com este passo, é possível explorar a criatividade dos colaboradores na busca de soluções vindas de quem percebe as necessidades. Consequentemente, o departamento de pesquisa e desenvolvimento não se limita a uma sala ou grupo de pessoas. Todos exploram. Todos inovam. Todos criam algo. A relação é diferente.

Os três passos foram descritos de forma aberta e podem ser entendidas de diferentes formas, mas sempre implantadas com o mesmo propósito e expectativa de resultado. O que muda é o ambiente e a cultura da empresa no momento em que se aplicam os passos. Essas mudanças vão definir a divisão dos passos em várias tarefas e que devem ser testadas e acompanhadas por pessoas capacitadas.

Estudo da aplicabilidade da tecnologia de computação em nuvem voltada para a informatização de consultórios médicos

Olá.

Esta foi a minha apresentação sobre um estudo de aplicabilidade da tecnologia de computação em nuvem voltada para a informatização de consultórios médicos. O Valter estava super nervoso, mas conseguimos nos expressar bem. O resultado final da apresentação e escrita foi 9,66.

Visualizar apresentação

Assim que concluirmos as correções do trabalho escrito, estarei compartilhando aqui no blog.

Até a próxima

Dicas para novos empreendedores

Fala turma.

Sempre tive o costume de ler feeds nas primeiras horas do dia que estou mais disposto.

A intenção e me manter informado das novidades de RIA, tecnologia, empreendedorismo, mercado, etc.

E aproveitando que estou na fase mais importante da minha vida, até agora, que é a formação do meu EU empreendedor… estou usando algumas referências para me atualizar e me preparar para ser um player competitivo. Como sou um cara bacana, decidi compartilhar as minhas fontes.

A minha lista de feeds de empreendedorismo é composta por:

Saia Do Lugar http://www.saiadolugar.com.br/feed/

ResultON http://www.resultson.com.br/site/feed/

Startupihttp://feeds.feedburner.com/startupi

Selecionei entre inúmeros posts, alguns que mais me chamaram a atenção e merecem aplausos 😉

Os 3 tipos de pessoas necessários para espalhar uma epidemia

http://www.saiadolugar.com.br/2009/09/17/os-3-tipos-de-pessoas-necessarios-para-espalhar-uma-epidemia/

Meu comentário: Gostaria que esse “maluco” fosse meu sócio.

Para uma melhor reunião, não enrole as pessoas

http://www.saiadolugar.com.br/2009/10/07/para-uma-melhor-reuniao-nao-enrole-as-pessoas/

Meu comentário: Eu treino as minhas apresentações quando estou dirigindo.

Seja promíscuo com seu endereço de e-mail

http://www.saiadolugar.com.br/2009/10/06/seja-promiscuo-com-seu-endereco-de-e-mail/

Meu comentário: O mundo hoje é de quem mostra a cara!

Como fazer uma previsão de vendas mais realista

http://www.saiadolugar.com.br/2009/10/02/como-fazer-uma-previsao-de-vendas-mais-realista/

Meu comentário: Achei engraçado por que já cometi o erro, porém graças ao PN me corrigi.

Motivação para empreender (slides)

http://www.saiadolugar.com.br/2009/10/01/motivacao-para-empreender-slides/

Meu comentário: Para refletir.

Inspire-se nas ideias de seus concorrentes

http://www.saiadolugar.com.br/2009/10/01/inspire-se-nas-ideias-de-seus-concorrentes/

Meu comentário: Alguém aqui considera crime ligar para o concorrente e pedir especificação dos seus produtos?

Características do empreendedor: Saber observar oportunidades

http://www.saiadolugar.com.br/2009/09/30/caracteristicas-do-empreendedor-saber-observar-oportunidades/

Meu comentário:  As vezes nos preocupamos com coisas tão corriqueiras e não percebemos as oportunidades.

Fale em 30 segundos ou é melhor nem falar

http://www.saiadolugar.com.br/2009/09/30/fale-em-30-segundos-ou-e-melhor-nem-falar/

Meu comentário: Agora sim eu sei dizer o que faço. Meu foco são aplicações verticalizadas para WEB (contou? 30seg)

No plano de negócios, saiba contar histórias

http://www.saiadolugar.com.br/2009/09/29/no-plano-de-negocios-saiba-contar-historias/

Meu comentário: Estou contando historia neste momento, mas passo muito trabalho hoje para lembrar do passado. Treinar, treinar,…

Google Sidewiki: Comente QUALQUER site da internet

http://www.saiadolugar.com.br/2009/09/28/google-sidewiki-comente-qualquer-site-da-internet/

Meu comentário: Acho muito importante para os negócios na web, por que quem não conhece seu empreendimento pode visualizar depoimentos que possibilitam aumentar sua visibilidade ou transformar prospects em clientes.

Porém para os chefes talvez não seja uma boa ideia.

– Helton diz ironicamente: Mas por que Sr. Dinossauro?

– Dinossauro (Chefe Padrão): Por que podem falar mau da minha empresa!

Não temos mais espaço para chefes. Empreendedores de verdade aceitam criticas construtivas e corrigem seus problemas afim de melhorar os produtos para seus respectivos clientes.

Guia básico de capital empreendedor e inovação tecnológica

http://www.saiadolugar.com.br/2009/09/25/guia-basico-de-capital-de-risco-e-inovacao-tecnologica/

Meu comentário: Interessante para os empreendedores, como eu, entenderem o Venture Capital.

5 características de uma startup de sucesso

http://www.saiadolugar.com.br/2009/09/24/5-caracteristicas-de-uma-startup-de-sucesso/

Meu comentário: Básico e Fundamental. Cole no teto do seu quarto.

Características do empreendedor: Saber aprender

http://www.saiadolugar.com.br/2009/09/23/caracteristicas-do-empreendedor-saber-aprender/

Meu comentário: Básico.

Dica ao empreendedor: As perguntas a fazer em uma pesquisa de mercado

http://www.saiadolugar.com.br/2009/09/17/dica-ao-empreendedor-as-perguntas-a-fazer-em-uma-pesquisa-de-mercado/

Meu comentário: Quando fiz a minha passei muito trabalho, acredito que com estes itens é possível ter pelo menos 1 norte.

Como vocês podem ver são posts simples e bem diretos. Na minha opinião é uma forma interessante de passar conhecimento para quem tem pouco tempo.

Por hoje é só, pessoal.